ConferenciaEC_Pedra_mini

Após alguma reflexão e análise das edições anteriores do antigo Airechtas (2013-2014), e também da proliferação de outras conferências similares por todo o país, começamos a pensar se era mesmo necessário um evento que tivesse um caráter nacional e se não estávamos deixando de lado o objetivo principal de atender ao público local, e resolvemos reformular completamente a Conferência Airechtas. Assim, a partir de 2015 este passa por algumas mudanças cruciais como a reformulação de seus objetivos, nome, público alvo, formato, custos e referência.

O Airechtas que antes tinha um caráter mais religioso e agregador de outras vertentes, agora está intrinsecamente vinculado ao Grupo de Estudos Dál Éolais, um grupo de estudos interno do Fine Na Dairbre, e terá como objetivos compartilhar o conhecimento deste. Com esses princípios em mente o antes conhecido como Airechtas – Conferência Druídica e Reconstrucionista Celta, passa a se chamar  Airechtas – Conferência de Estudos Célticos. Com efeito, as palestras serão conduzidas apenas por integrantes do Grupo de Estudos Dál Éolais, e consequentemente, do Fine Na Dairbre, estas também terão um conteúdo muito mais vinculado à Arqueologia, História, Mitologia e Antropologia, compartilhando estudos e conhecimentos acadêmicos e de produção do Grupo de Estudos.

Nosso público alvo foi radicalmente alterado, sendo a conferência primariamente formulada para atender aos públicos locais de Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre. Para tanto, o tempo foi reduzido, assim como o número de palestras. Serão 3 palestras com um tema geral, apresentadas em um período total de 2 horas e 30 minutos, a ocorrerem em espaços públicos, nas manhãs de sábado, a cada semestre em uma das capitais citadas. Para que o acesso seja homogêneo nas três localidades, cada ciclo de palestras ocorrerá em cada uma delas de forma similar, as três palestras serão as mesmas até que o ciclo se feche, só então um novo ciclo, com um novo tema ocorrerá, pois o caráter local do evento supõe que o público será diferente em cada local.  Todas essas mudanças, em especial, a redução do número de palestras, a ausência de palestrantes externos e o local público, nos permitirão tornar o evento livre de custos e portanto gratuito, propiciando um maior atendimento do caráter local e informativo da Conferência.

Este projeto, portanto, é vinculado ao Grupo de Estudos Dál Éolais e tem como objetivo divulgar e fortalecer o conhecimento histórico, mitológico e cultural a respeito dos povos conhecidos como Celtas, durante a Idade do Bronze, a Idade do Ferro e a Alta Idade Média.

Com tal intuito, este projeto almeja construir um ciclo de eventos com conteúdo acadêmico apresentado em uma linguagem mais clara e simples, e divulgando conhecimentos complexos apreendidos através de estudos científicos em Arqueologia, História, Antropologia e Mitologia, relativos à Antiguidade Celta para o público em geral, de forma gratuita.

Objetivos:

  • Prover conhecimento histórico, arqueológico, antropológico e cultural a respeito dos povos Celtas;
  • Fornecer informação de qualidade e respaldada pelo conhecimento histórico;
  • Propiciar a troca de conhecimento também com outros estados tendo membros do grupo de estudo de outros estados como convidados.
  • Desmistificar a Cultura, História e Religião Celta;
  • Auxiliar indivíduos que busquem conhecimento e informações;

 

Cronograma:

 

Primeiro Ciclo de Palestras:

Tema: Divindades da Soberania

  • A Personificação da Soberania na Antiguidade Celta Irlandesa
  • Macha: A Soberania Encarnada
  • Boann: Soberana do Vale do Boyne

 

Edições: