Historia NaturalisCitação do naturalista e historiador romano Plínio, o Velho, em Naturalis Historia (História Natural), Livro XXX – Capítulo VI, publicado por volta de 77 EC.

“The Druids—for that is the name they give to their magicians — held nothing more sacred than the mistletoe and the tree that bears it, supposing always that tree to be the robur. Of itself the robur is selected by them to form whole groves, and they perform none of their religious rites without employing branches of it; so much so, that it is very probable that the priests themselves may have received their name from the Greek name for that tree. In fact, it is the notion with them that everything that grows on it has been sent immediately from heaven, and that the mistletoe upon it is a proof that the tree has been selected by God himself as an object of his especial favour.”

Tradução:

Os druidas – pois este é o nome que eles dão para seus magos – não tinham nada mais sagrado que o visco e a árvore na qual ele se instala, supondo sempre que a árvore seja o robur. Por si só o robur é selecionado por eles para formar bosques inteiros, e eles não realizam nenhum de seus ritos religiosos sem empregar ramos deste, tanto é assim, que é muito provável que os próprios sacerdotes tenham recebido seu nome do nome grego para aquela árvore. Na verdade, existe a noção entre eles de que tudo o que cresce sobre ele foi enviado diretamente do céu, e que o visco sobre tudo é uma prova de que a árvore foi escolhida pelo próprio Deus como um objeto de seu favor especial.”

The Natural History. Pliny the Elder. John Bostock, M.D., F.R.S. H.T. Riley, Esq., B.A. London. Taylor and Francis, Red Lion Court, Fleet Street. 1855.

Edição Digital: http://www.perseus.tufts.edu