Este espaço será reservado para práticas meditativas, as quais serão chamadas de Immrama, principalmente para distinguí-las das meditações passivas orientais. O Immrama, que mitologicamente é uma viagem corpórea ao Outro Mundo, aqui representa uma “meditação ativa”, que em última instância, visa um desdobramento espiritual para conexão com certas energias e até encontros diretos com alguns os seres do Sidh, ancestrais e divindades.